Cirurgia Geral - Derrames e aranhas


Telangiectasias e varizes reticulares
O que são?

Também conhecidas como derrames ou aranhas vasculares, são os primeiros marcadores de doença venosa crónica.

São motivo frequente de consulta pelo seu aspecto inestético. Podem no entanto estar associadas a outros sintomas como dor, edema e a formas mais avançados da doença.

Por esse motivo, por serem um indicador precoce de doença venosa crónica, é normal que o médico lhe peça ou realize um ecodoppler por forma a estudar as veias dos seus membros inferiores. Este exame é fundamental para delinear a melhor estratégia de tratamento e obter os resultados desejados.

Crescer saudável, viver e investir num envelhecimento activo!

Cirurgia Geral - Varizes

Veia Grande Safena
O que é?

Também denominada safena magna, é uma grande veia que percorre a face interna da perna e da coxa, drenando ao nível da virilha numa veia profunda denominada veia femoral comum.

A veia grande safena faz parte do sistema venoso superficial do membro inferior, transportando o sangue no sentido do coração. Tem habitualmente um calibre de 3 a 5mm e no seu interior existem válvulas que impedem o refluxo sanguíneo.

Quando estas válvulas se tornam incompetentes, a veia grande safena pode dilatar e tornar-se tortuosa, originando as inestéticas varizes.
 

Cirurgia Geral - Obesidade


A obesidade é uma doença! Mais, é uma doença que constitui um importante factor de risco para o aparecimento, desenvolvimento e agravamento de outras doenças.

Sabia que, depois do tabagismo, a obesidade é considerada como a segunda causa de morte passível de prevenção?

Abordagens médicas e cirúrgicas indicadas para o seu tratamento, quando a prevenção, dieta e exercício falham.

Cirurgia Bariátrica
 
  • Tratamento de pacientes com obesidade mórbida
  • Visa reduzir o reservatório gástrico, diminuindo assim a sua capacidade


Indicação Cirúrgica:
  • IMC = 35 Kg/m2 com doenças associadas;
  • IMC = 40 kg/m2;
  • Peso corporal 40 kg acima do ideal;
  • Homem com mais de 120-130 kg de peso;
  • Mulher com mais de 100-110 kg de peso;
  • Obesidade com duração de 5 anos, pelo menos.


São também candidatos à cirurgia pacientes com I.M.C. entre 35 e 40 que apresentem doenças importantes associadas (chamadas co-morbilidades):
  • Diabetes Mellitus tipo 2
  • Intolerância à Glicose (glicemia 100 – 110 mg/dL)
  • Hipertensão Arterial (H.T.A.)
  • Doença Coronária
  • Colesterol elevado
  • Triglicerídeos elevados
  • Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (D.P.O.C.)
  • Apneia do sono
  • Doenças Osteoarticulares Degenerativas?
  • Insuficiência Venosa dos Membros Inferiores
  • Desajustes Psico-Sociais